Centro Linguística da Universidade NOVA de Lisboa

Educação em Portugal: “Se um estudante não está incluído, este é um problema em toda a escola”

13 de Setembro de 2019

ALER e CLADE conversaram com João Costa, vice-ministro da Educação de Portugal, no âmbito de sua participação na mesa-redonda ministerial intitulada “Garantindo que todas e todos os estudantes contem”, no primeiro dia de atividades do “Fórum Internacional sobre Inclusão e Equidade na educação”. O evento acontece entre os dias 11 e 13 de setembro em Cali, Colômbia, por iniciativa da UNESCO, em parceria com o Ministério da Educação da Colômbia e a Prefeitura de Cali. (mais…)


Fórum da UNESCO: Autoridades de cinco países apresentam conquistas e desafios para a educação inclusiva

12 de Setembro de 2019

O segundo painel de debates do Fórum Internacional sobre Inclusão e Equidade na Educação da UNESCO (11 a 13 de setembro em Cali, Colômbia) contou com a presença de representantes dos Ministérios da Educação de cinco países. A mesa foi composta: Hirut Woldemariam, Ministra da Ciência e Ensino Superior da Etiópia; Pablo Medina, vice-ministro de Educação do Peru; Constanza Alarcón, vice-ministra da Educação da Colômbia; João Costa, Vice Ministro da Educação de Portugal; e Dominic Cardy, Ministro da Educação e Desenvolvimento da Primeira Infância de Nova Brunsvique, Canadá. O diálogo foi moderado por Stefania Giannini, vice-diretora geral de educação da UNESCO.
(mais…)


Foto: Getty/Wavebrakemedia

Fórum Internacional sobre Inclusão e Equidade na Educação começa em Cali

11 de Setembro de 2019

“Idéias, propostas, e políticas podem avançar para o caminho da educação inclusiva, para que ela seja diária, fortalecendo a diversidade linguística e cultural, nos espaços educacionais e na família”, afirmou María Victoria Angulo, Ministra da Educação Nacional da Colômbia, durante sua apresentação na abertura do Fórum Internacional sobre Inclusão e Equidade na Educação, realizado em Cali, Colômbia, até 13 de setembro.
(mais…)


Foto:

Vernor Muñoz sobre Fórum da UNESCO: “Este é um marco para construir a inclusão”

No âmbito do Fórum Internacional sobre Inclusão e Equidade na Educação, organizado pela UNESCO, em parceria com o Ministério da Educação da Colômbia e a Prefeitura de Cali, a ALER e a CLADE conversaram com Vernor Muñoz, ex-Relator Especial da ONU sobre o direito à educação e diretor de políticas e advocacia da Campanha Mundial pela Educação (CME). O evento acontece em Cali (Colômbia), de 11 a 13 de setembro. (mais…)


Foto: UNESCO

CLADE participa do fórum internacional da UNESCO sobre inclusão e equidade na educação

10 de Setembro de 2019

Como promover legislação, políticas, programas e práticas para a educação inclusiva? Que medidas os governos devem adotar para garantir ambientes de aprendizado inclusivos e iguais? Que recomendações são feitas para promover a inclusão e a equidade na educação? Com base nessas e em outras questões, são promovidos os debates do “Fórum Internacional da UNESCO sobre Inclusão e Equidade na Educação”. O evento acontece em Cali, Colômbia, de 11 a 13 de setembro. (mais…)


Foto: UNESCO

GEM/UNESCO promove consultas virtuais sobre educação inclusiva na América Latina e no Caribe

3 de Setembro de 2019

O Relatório de Monitoramento Global da Educação da UNESCO (GEM) está desenvolvendo uma edição regional especial, que será lançada no próximo ano: o GEM 2020 sobre o Direito à Educação e a Inclusão na América Latina e no Caribe. Seu objetivo é contribuir com a conscientização e a compreensão, sobre áreas críticas para a inclusão educacional na região. (mais…)


Foto: Carlos Salazar

Dia Internacional dos Povos Indígenas: CLADE comemora a restauração da Escola Ayllu de Warisata

10 de Agosto de 2019

No contexto do Dia Internacional dos Povos Indígenas (9 de agosto), comemoramos uma importante notícia: o governo da Bolívia realizou a entrega oficial da Escola Ayllu de Warisata restaurada.

Tendo funcionado inicialmente por um curto período, de 1931 a 1940, a escola é considerada uma das experiências de educação mais significativas da América Latina e do Caribe, por transmitir os princípios de liberdade, solidariedade, reciprocidade, revalorização da identidade cultural e produção comunitária e sustentável, em harmonia com a mãe terra. A escola, reconhecida como monumento e patrimônio nacional, foi restaurada e segue viva, assim como os ideais que levaram à sua criação. (mais…)


Foto: CLADE

Chile e Guatemala foram revisados ​​em relação ao cumprimento do ODS 4 na ONU

17 de Julho de 2019

No Fórum Político de Alto Nível da ONU, plataforma oficial de monitoramento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) em âmbito mundial, relatórios voluntários sobre a implementação dessa agenda foram apresentados pelos Estados do Chile e da Guatemala. Da região de América Latina e Caribe, quatro países anunciaram que participariam da revisão de 2019, relatando suas ações para o cumprimento dos ODS: Chile, Guatemala, Brasil e El Salvador. No entanto, esses dois últimos anunciaram às vésperas do Fórum Político de Alto Nível que não participariam mais da revisão.

(mais…)


Stonewall: A importância de lutar por uma educação que fortaleça a diversidade

27 de Junho de 2019
The Stonewall Inn, bar onde começaram as manifestações LGBTI, em Nova Iorque (Estados Unidos). Foto: divulgação.

Na madrugada de 28 de junho de 1969, se iniciou um protesto em Nova Iorque que duraria seis dias, e ficou conhecido como os “Distúrbios de Stonewall”. Na ocasião, pela primeira vez na história dos Estados Unidos, a comunidade LGBTI [Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transgêneros, Intersexuais] lutou contra um sistema que perseguia os homossexuais, com a aprovação do governo. Desde então, o evento, que aconteceu no bar gay chamado “Stonewall Inn”, é considerado um marco do movimento de libertação LGBTI, a partir do qual o ativismo pelos direitos dessa comunidade ganhou repercussão no debate público e nas ruas. (mais…)


Foto: PXHere

Brasil: Governo corta mais de 2 mil bolsas de pós-graduação

7 de Junho de 2019

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) do Brasil anunciou nesta terça-feira (4) o corte de 2,7 mil bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado em universidades do país. A medida não afeta quem atualmente recebe o benefício. Serão cortadas:

  • 2.331 bolsas de mestrado
  • 335 de doutorado
  • 58 de pós-doutorado

Com esse segundo anúncio, a CAPES alcança uma redução total de 6.198 bolsas de estudo em 2019. O novo bloqueio representa uma redução orçamentária de 4 milhões de reais em 2019 e, para 2020, espera-se um corte de 35 milhões de reais.

Em resposta, a Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPED) publicou ontem (6) uma carta, repudiando a política. “Esta política de enxugamento atingirá os programas mais frágeis, os estudantes mais pobres e as regiões menos assistidas. Isso revela a face mais cruel das políticas de ajuste econômico em andamento”, diz a Associação.

A ANPED também afirma que o atual ajuste econômico aprofunda um modelo competitivo e excludente, fazendo com que a avaliação de mérito justifique uma profunda desigualdade de financiamento entre os programas. “Esse procedimento tem como consequências a diminuição do acesso à pós-graduação no país e o crescimento das assimetrias regionais, o que se coloca na contramão do Plano Nacional de Educação. Ademais, implicará em graves consequências para a pesquisa e, por conseguinte, para o desenvolvimento do país”, diz.