Foto: Cocoa Biscuit

Novo governo na Argentina: Expectativas e lutas para a defesa da educação em 2020

31 de Janeiro de 2020

Para conhecer os desafios, oportunidades e expectativas para o direito à educação na Argentina em 2020, com o novo governo de Alberto Fernández, conversamos com Alberto Croce, secretário nacional da Campanha Argentina pelo Direito à Educação (CADE).

“Apesar da esperança de que o novo cenário desperta e, embora o novo presidente tenha a educação como uma de suas prioridades em seu plano de governo, é necessário levar em consideração a difícil situação econômica e social do país. Este é um ano de grandes expectativas e de muitas preocupações”, diz Croce.

Leia a entrevista abaixo.

(mais…)


Foto: INAU

O que estudantes da América Latina e do Caribe pensam sobre a educação e outros direitos humanos?

11 de Novembro de 2019

A superação da discriminação e da violência, o direito ao brincar, à arte e à recreação, a igualdade de gênero e o direito à educação sexual integral e a participar do debate sobre políticas públicas que os afetam. Essas foram algumas das demandas compartilhadas por crianças e adolescentes durante o XXII Congresso Pan-Americano da Criança e do Adolescente.
(mais…)


Foto: ICBF

“A Convenção é um instrumento moral universal contra a injustiça que as crianças do mundo viviam”

7 de Novembro de 2019

Em preparação para o aniversário de 30 anos da Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança (CDC), que será realizada em 20 de novembro, o presidente da Comissão dos Direitos da Criança, responsável por monitorar este tratado, Luis Ernesto Pedernera; e a relatora dos direitos da criança e presidenta da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), Esmeralda Arosemena de Troitiño, apresentaram reflexões sobre os avanços e desafios do cumprimento da Convenção.
(mais…)


Foto: CEPAL

Realizou-se conferência regional sobre desenvolvimento social na América Latina e no Caribe

7 de Outubro de 2019

A Terceira Conferência Regional sobre Desenvolvimento Social na América Latina e no Caribe foi realizada de 1 a 3 de outubro, na Cidade do México. O evento foi organizado pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), em parceria com o Governo do México e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). (mais…)


Ações para defender a educação em nossa região e muito mais: CLADE publica seu relatório quadrienal

4 de Outubro de 2019

A CLADE apresenta seu Relatório de Actividades 2015 – 2018. Nesse período, a rede impulsionou uma série de ações de incidência, participação, mobilização, comunicação, articulação interinstitucional, pesquisa, bem como análises e posicionamentos públicos, para contribuir com a realização do direito à educação ao longo da vida.  (mais…)


Centro Linguística da Universidade NOVA de Lisboa

Educação em Portugal: “Se um estudante não está incluído, este é um problema em toda a escola”

13 de Setembro de 2019

ALER e CLADE conversaram com João Costa, vice-ministro da Educação de Portugal, no âmbito de sua participação na mesa-redonda ministerial intitulada “Garantindo que todas e todos os estudantes contem”, no primeiro dia de atividades do “Fórum Internacional sobre Inclusão e Equidade na educação”. O evento acontece entre os dias 11 e 13 de setembro em Cali, Colômbia, por iniciativa da UNESCO, em parceria com o Ministério da Educação da Colômbia e a Prefeitura de Cali. (mais…)


Foto: Pedro Caldas/CUCA da UNE

Brasil: Estudantes, sindicatos docentes e sociedade civil lutam para defender o direito humano à educação

16 de Agosto de 2019

Neste Dia Mundial Humanitário, afirmamos que as mobilizações lideradas por estudantes, profissionais da educação e sociedade civil que aconteceram em todo o país no dia 13 de agosto são uma forte reação e um sinal de resistência a um governo que vem dando passos largos para um passado não desejado

O momento é de crise na democracia brasileira. Não que crises já não tenham sido por nós vividas em outros momentos da história. Desde 1889, com a proclamação da República, o país passou por duas recessões democráticas, Era Vargas (1930-1945) e Regime Militar (1964-1985). Vivemos sob nossa 6ª Constituição – datada de 1988 – e, desde a redemocratização estabelecida a partir das eleições diretas de 1989, somente dois dos cinco presidentes eleitos até hoje conseguiram finalizar os seus mandatos (Fernando Henrique Cardoso e Luíz Inácio Lula da Silva).

“Nunca havíamos avançado tanto em termos de fortalecimento das instituições democráticas e de avanço nos direitos sociais e nunca vimos retrocessos a tão largos passos”

O que temos assistido, contudo, desde o impeachment de Dilma Rousseff em 2016, única mulher a governar o Brasil até aqui, é um sucessivo processo de enfraquecimento das bases e instituições democráticas do país, e de retrocesso no campo das conquistas sociais alcançadas com muito esforço pela sociedade civil organizada. Nunca havíamos avançado tanto em termos de fortalecimento das instituições democráticas e de avanço nos direitos sociais e nunca vimos retrocessos a tão largos passos.

(mais…)


Foto: Carlos Salazar

Dia Internacional dos Povos Indígenas: CLADE comemora a restauração da Escola Ayllu de Warisata

10 de Agosto de 2019

No contexto do Dia Internacional dos Povos Indígenas (9 de agosto), comemoramos uma importante notícia: o governo da Bolívia realizou a entrega oficial da Escola Ayllu de Warisata restaurada.

Tendo funcionado inicialmente por um curto período, de 1931 a 1940, a escola é considerada uma das experiências de educação mais significativas da América Latina e do Caribe, por transmitir os princípios de liberdade, solidariedade, reciprocidade, revalorização da identidade cultural e produção comunitária e sustentável, em harmonia com a mãe terra. A escola, reconhecida como monumento e patrimônio nacional, foi restaurada e segue viva, assim como os ideais que levaram à sua criação. (mais…)


Foro por el Derecho a la Educación Pública

Chile: Docentes declaram greve por tempo indeterminado

6 de Junho de 2019

Fotos e vídeos por: Foro por el Derecho a la Educación Pública

Em 2018, o Colégio de Professores do Chile, denunciou a crise estrutural na educação pública e em relação ao trabalho profissional docente no país, apresentando ao Ministério da Educação (MINEDUC) uma petição com 11 pontos. Em seguida, teve início um longo processo de conversas infrutíferas entre docentes e o Ministério da Educação, com respostas ambíguas e evasivas às petições do magistério. No último ano, foram organizadas manifestações e greves parciais para defender a qualidade da educação e demandar melhores condições de trabalho para o magistério. (mais…)


Chile: Debates sobre educação popular e os desafios da educação de hoje

4 de Junho de 2019

O Grupo de Trabalho de Educação para a Paz, os Derechos Humanos e a Convivência Solidária do Conselho de Educação Popular da América Latina e do Caribe (CEAAL) organizou o encontro internacional “Memória, Verdade e Cidadania” no Chile.

Na ocasião, educadoras e educadores populares de Argentina, Chile, Peru e Venezuela se reuniram para analisar os desafios da escola de hoje.

Segundo Edgardo Álvarez, diretor da Corporação Ação Coletiva Educação e Comunidade, que integra o grupo de trabalho do CEAAL, a iniciativa convoca e mobiliza educadoras e educadores populares da América Latina e do Caribe, para dialogar e refletir sobre os temas: memória, verdade e construção de cidadania, assim como os desafios que essas temáticas apresentam para a sociedade latino-americana, e em especial para os sistemas educacionais dos diferentes países da região.

Entre os objetivos, está discutir sobre a construção de uma escola pública fortalecida, cidadã, plena e libertária.

Saiba mais sobre a iniciativa, ouvindo a reportagem a seguir (em espanhol):

>> Confira outras notícias sobre ações e diálogos, realizados para defender uma educação emancipadora em América Latina e Caribe, e participe desse debate, acessando o site da mobilização “Educar para a Liberdade” (em espanhol).