Longe da árvore: filme destaca a convivência na diversidade

3 de Outubro de 2019

O filme aborda os vários modelos de família e discute o lugar ocupado pela diversidade em nossa sociedade

O documentário “Longe da árvore”, dirigido por Rachel Dretzin, é uma produção da Believe Films.  Distribuído na região pela Flow, está em cartaz no Brasil e em breve também estará disponível em outros países da América Latina e do Caribe. A CLADE apoia esta iniciativa.

O filme é inspirado no livro homônimo do escritor e psicólogo norte-americano Andrew Solomon, que há anos estuda os vários modelos de família e discute o lugar ocupado pela questão da diversidade em nossa sociedade. A reflexão também inclui sua própria história de vida, dada a não aceitação de sua homossexualidade por seus pais. A obra conta histórias de cinco famílias, que abraçam as diferenças de suas filhas e seus filhos com base em amor, sensibilidade, aceitação, resistência, empatia e compreensão. Fala sobre a família, aquela em que nascemos e a que construímos, e as relações de afeto na diversidade.

“Penso que, assim como a diversidade de discursos é necessária para manter o planeta avançando, é necessária a diversidade de tipos de amor e de família, para sustentar uma eco-esfera de amabilidad”, disse Solomon, durante a entrevista.

Assista à gravação do diálogo:

Educação inclusiva

Durante o debate que lançou o documentário, Solomon também mencionou a importância da educação inclusiva. Para ele, as primeiras pessoas a se beneficiarem da inclusão nos espaços educacionais não são aquelas que apresentam algum tipo de deficiência, mas sim, as demais, que assim tornam-se capazes de desenvolver um entendimento profundo sobre as deficiências e estabelecer conexões e vínculos com as pessoas diferentes. “A inclusão não é uma caridade, mas uma maneira de construir uma escola melhor”, acrescentou.

Na visão da CLADE, “Longe da Árvore” é uma excelente ferramenta para discutir como nossa sociedade aborda a questão da diferença e da diversidade. A convivência na diversidade, ambiente que representa a pluralidade da sociedade, é a que melhor consegue promover o pleno desenvolvimento das pessoas, o respeito pelos direitos humanos e pelas liberdades fundamentais, a coexistência e a paz – significado maior da educação.

Assista ao trailer do filme abaixo:

O documentário também está disponível na plataforma Videocamp para todos os países da América Latina e do Caribe. Essa plataforma reúne filmes de impacto social, disponíveis gratuitamente para exibições públicas. A Videocamp se preocupa com a acessibilidade, e os filmes têm legendas e descrição de áudio.