Chile: Debates sobre educação popular e os desafios da educação de hoje

4 de Junho de 2019

Por: ALER - com informações de Javier Barrios de IRFA Venezuela.

Educadoras e educadores populares de Argentina, Chile e Venezuela se reuniram para analisar os desafios da escola, e discutir sobre a construção de uma escola pública fortalecida, cidadã, plena e libertária

O Grupo de Trabalho de Educação para a Paz, os Derechos Humanos e a Convivência Solidária do Conselho de Educação Popular da América Latina e do Caribe (CEAAL) organizou o encontro internacional “Memória, Verdade e Cidadania” no Chile.

Na ocasião, educadoras e educadores populares de Argentina, Chile, Peru e Venezuela se reuniram para analisar os desafios da escola de hoje.

Segundo Edgardo Álvarez, diretor da Corporação Ação Coletiva Educação e Comunidade, que integra o grupo de trabalho do CEAAL, a iniciativa convoca e mobiliza educadoras e educadores populares da América Latina e do Caribe, para dialogar e refletir sobre os temas: memória, verdade e construção de cidadania, assim como os desafios que essas temáticas apresentam para a sociedade latino-americana, e em especial para os sistemas educacionais dos diferentes países da região.

Entre os objetivos, está discutir sobre a construção de uma escola pública fortalecida, cidadã, plena e libertária.

Saiba mais sobre a iniciativa, ouvindo a reportagem a seguir (em espanhol):

>> Confira outras notícias sobre ações e diálogos, realizados para defender uma educação emancipadora em América Latina e Caribe, e participe desse debate, acessando o site da mobilização “Educar para a Liberdade” (em espanhol).