Foto: Manuel Chavez

Educação pública e gratuita

Visando ao fortalecimento da educação pública e gratuita, assim como à garantia de que tenha um financiamento adequado, a CLADE promove debates, pesquisas e o monitoramento do financiamento público educativo em distintos países da região, posicionando-se sempre contra as tendências à privatização dos sistemas educacionais, a mercantilização da educação e o financiamento público precário, e reivindicando a necessidade de um orçamento para a educação maior, melhor e mais transparente na região.

Para facilitar e estimular que a sociedade civil exija dos Estados um investimento público na educação pública contínuo e suficiente, a CLADE põe à disposição o Sistema de Monitoramento do Financiamento do Direito Humano à Educação na América Latina e no Caribe. A plataforma apresenta dados comparativos e análises sobre o financiamento educativo público em 20 países da região. A informação recopilada pode ser consultada de maneira individual para cada país, ou de forma comparada regionalmente. Além disso, está organizada em três dimensões de análise: esforço financeiro público, disponibilidade de recursos por pessoa em idade escolar e equidade no acesso escolar.

A plataforma foi lançada no contexto da mobilização regional Financiem o que é justo! Por uma educação pública e gratuita para todas e todos, que a CLADE impulsiona em nível regional e nacional, visando a sensibilizar membros da comunidade educativa e a sociedade em geral, assim como a pressionar as autoridades públicas sobre a necessidade de fortalecer o financiamento dos sistemas públicos de educação, garantir a gratuidade educativa e contar com um sistema tributário e fiscal justo e equitativo, que dê respaldo e sustentabilidade ao financiamento do direito humano à educação.



À contracorrente da privatização


Para acompanhar e argumentar contra as tendências à privatização e ao lucro na educação da região, a CLADE mantém uma seção especial chamada Contracorriente, na qual reúne notícias, análises, estudos e opiniões de ativistas, especialistas e comunidade educativa, que observam de maneira crítica a privatização educativa e nos oferecem insumos para defender a educação como bem público, direito humano e responsabilidade dos Estados.

Acesse aqui!